quarta-feira, 25 de março de 2015

Guia de Viagem a Buenos Aires - Informações de Viagem

Descrição: http://www.fourseasons.com/content/dam/fourseasons/images/web/BUE/BUE_043_1280x486.jpg/jcr:content/renditions/cq5dam.web.1280.1280.jpeg


Nossa primeira viagem ao exterior, assim como a de milhares de brasileiros, foi para Buenos Aires. Inesquecível, pelas suas atrações turísticas, bons restaurantes, bons vinhos, boas compras (com reais), museus e facilidades de locomoção (metrô e taxis baratos).
Motivos não faltam e conhecer a terra do tango vem se tornando um desejo cada vez maior.
Existem muitas possibilidades para você fazer uma viagem à capital argentina, com numerosos pacotes turísticos e tentadoras promoções que são realmente difíceis de ignorar. Com o câmbio favorável, muitas vezes é mais em conta umas férias em Buenos Aires do que dentro do próprio Brasil.
Clique em "Mais informações"
Veja aqui o Mapa interativo
Planejamento da viagem

Documentação

Passaporte e Vistos

Com o acordo diplomático entre o Brasil e a Argentina, os cidadãos brasileiros não precisam de passaporte, tampouco de visto, em viagem por um período de até 90 dias. Para viajar e circular pelo país é necessário apenas portar a Cédula de Identidade, em perfeito estado. Para crianças e adolescentes viajando sem os pais ou com apenas um deles, é necessário Autorização de Viagem Internacional para Menores (veja orientações aqui).
Atenção: Carteira Nacional de Habilitação – CNH não é aceita na Argentina como documento de viagem, porém é aceita para dirigir.

Seguro de viagem

Apesar dos hospitais públicos atenderem urgências, sem custos para turistas, é imprescindível viajar com um suporte para assistência médica, e escolher seguros com coberturas altas. Com saúde não se brinca, principalmente longe de sua cidade.
Ao comprar as suas passagens pelo VISA (Platinum ou maior), terá direito ao seguro gratuitamente. Basta entrar no link abaixo e preencher as informações para emissão do Certificado de Seguro. É bom imprimir em inglês e português.
Telefone 0800.891.3679 – e-mail benefits@ap-visa.com

Outras opções:
- Sendo cliente do Banco do Brasil, pode fazer com o seu Gerente. O custo é muito baixo.
- empresas especializadas em seguros de viagens:

Acesse o site: Comparador de seguro, antes de comprar.

- não deixe de consultar também agências de viagem, como, por exemplo, a CVC, que fecham negócios com operadoras de seguros e podem fazer preços melhores.

Vacinas

Não existem obrigação, nem necessidade, de vacina alguma antes de entrar na Argentina, pois o país e a Cidade de Buenos Aires são seguros do ponto de vista sanitário.

Passagem

Para obter melhores preços, faça a sua reserva com antecedência de 30 a 60 dias, principalmente se sua viagem for para época de alta estação.
Tenha cuidado com passagens muito baratas, pois pode significar várias conexões, tornando a sua viagem cansativa, sem falar na perda de tempo.
Importante: Se a sua viagem tiver conexão em outra cidade (São Paulo, Rio de Janeiro etc), observe um tempo mínimo de três horas entre os voos. Você terá que retirar as bagagens, fazer um novo embarque e passar pela Polícia Federal. É melhor aguardar um pouco no free shop do que ter que pagar uma hospedagem e nova passagem.
As Aerolineas Argentinas têm voos diários partindo de algumas cidades brasileiras, inclusive do nordeste (como Salvador).

A Gol, TAM, Lan Chile, Pluna fazem voos partindo de São Paulo.

Pacotes de viagem

Uma série de operadoras de turismo do Brasil vende pacotes para Buenos Aires e outras cidades turísticas argentinas. Os preços variam conforme a temporada e a programação escolhida, mas, em geral, viajar com pacotes sai mais em conta e é mais confortável do que programar trajetos independentes. Em contrapartida, os roteiros ficam mais amarrados e é preciso se adaptar às vontades do grupo.

Aeroportos

Buenos Aires conta com dois aeroportos:


O Aeroporto Internacional Ministro Pistarini, é o principal aeroporto do país. Fica fora da cidade, na localidade de Ezeiza. Do aeroporto até o centro da cidade são cerca de 35 km e leva aproximadamente 45 minutos de carro até o seu hotel. Entre 8:00 e 10:00 da manhã, o trânsito é intenso no sentido cidade e, à tarde, entre 16:00 e 20:00 horas, no sentido contrário. 
Como recebe muitos voos internacionais, as filas são longas tanto na imigração como nos raios X da Polícia Federal.

Conta com um grande Free Shop, casas de câmbio (prefira os bancos), Banco La Nacion e Banco Piano (trocam tanto dólares como reais).
O stand do Tax Free fica no segundo piso ao lado do portão de embarque. Aberto de 05 às 23h, todos os dias.

Taxi – Se for pegar taxi prefira Taxi Ezeiza. O guichê fica bem na saída do desembarque. Cobram um preço fixo para qualquer ponto da cidade: (400 pesos em março de 2015 – aproximadamente R$150,00 ou US$44.00).  Veja o preço atual aqui. Esses táxis brancos são caros, porém confiáveis, mas lembre-se que Ezeiza fica a cerca de 35 km do centro da cidade. Você paga no aeroporto, com cartão de débito/crédito ou pesos, e sem risco de cobranças adicionais.

Outras Cooperativas de Taxi que atuam em Ezeiza:
Radio Taxi: (54 011) 4552.4444
Aerotax Radio Taxis: (54 011) 4308.1006
Radio Taxis del Plata: (54 011) 4505.1111

REMIS – Serviço exclusivo e caro, porém VIP. São veículos executivos, com motorista de gravata, ideal quem gosta de conforto.
Informações e Reservas:
Remis Manuel Tienda León - (54 011) 4314.3636
Transferência Remis Express - (54 011) 4852.6776
Carros VIPS - (54 011) 5480.1215
Outra opção, mais barata que o Remis, são os taxis credenciados logo na saída do desembarque. Solicite a corrida pelo taxímetro.
Cuidado com os “taxistas” que oferecem serviço de táxi, pois, normalmente, é um particular a fim de ganhar uma grana extra.
Ônibus executivo - O MTL - Manuel Tienda Leon faz o transfer aeroporto/centro e vice e versa. O destino final na cidade é o Terminal Madero. O TiendaLeón também faz conexões do Terminal Madero para hotéis e Aeroparque, através de vans.

Ônibus coletivo – É a opção mais barata para o centro. O ponto fica em frente a administradora do aeroporto - Aeropuertos Argentina, no Terminal B. Logo ao sair do Terminal, dobre a esquerda e vá em frente. Se o seu desembarque for pelo Terminal A, terá que caminhar até o Terminal B, que é muito próximo.
Confira com o motorista se aquele ônibus vai passar no seu destino.

O Aeroparque Metropolitano Jorge Newbery é utilizado para voos domésticos, porém recentemente passou a receber voos do Brasil (LAN e Aerolíneas, com origem em São Paulo), Chile, Paraguai e Uruguai. Está localizado a 15 minutos do centro de Buenos Aires, em frente ao Rio da Prata. Você aterrisa em pleno Palermo e pode  ver de cima o estádio do River, os Parques, o Planetário.

O Free Shop é pequeno, e com pouca variedade de produtos.
Não é recomendável fazer câmbio neste aeroporto, pois não tem bancos. Só casas de câmbio, digamos gananciosas. Se precisar, troque um mínimo para o taxi.

Tax Free – Abre das 05:30 às 22:00 horas, todos os dias. Mais detalhes Veja o site.

Veja mais detalhes do Aeroparque aqui: http://www.aa2000.com.ar/

Taxi

REMIS – Serviço exclusivo e caro, porém VIP. São veículos executivos, com motorista de gravata, ideal quem gosta de conforto. Está localizada no Setor A, A1 e A2 no térreo do aeroporto.
Informações e Reservas:
Remis Manuel Tienda León - (54 011) 4314.3636
Transferência Remis Express - (54 011) 4852.6776
Carros VIPS - (54 011) 5480.1215
Outra opção, mais barata que o Remis, são os taxis credenciados logo na saída do desembarque. Solicite a corrida pelo taxímetro.
Cuidado com os “taxistas” que oferecem serviço de táxi, pois, normalmente, é um particular a fim de ganhar uma grana extra.

Ônibus coletivo - opção mais barata para chegar até o centro de Buenos Aires. Existem várias linhas que fazem percursos para diferentes lugares da cidade. Precisa ter monedas, pois pagamento é através de uma máquina que emite o ticket da viagem.

Hotéis

É recomendável hotéis localizados nas zonas mais centrais da cidade, como o Microcentro, que é o ponto estratégico para qualquer turista se hospedar e pelas opções nesta localidade. Como em qualquer grande cidade, deve-se observar medidas de segurança, em função do grande movimento existente nesta região.
Outras opções mais aconchegantes e menos agitadas são a Recoleta, ainda perto do Microcentro, Palermo e Villa Crespo, um pouco mais distantes.
Os preços de hotéis em cidades turísticas são sempre maiores nos finais de semana. Quanto você pede um orçamento que inclua sexta, sábado e domingo o preço informado é uma média do período.
É importante confirmar, diretamente com o hotel, a reserva com 20 dias de antecedência da viagem. Telefone ou mande um e-mail.

Veja hotéis aqui:



Quando ir

Cada estação do ano tem o seu charme e a época ideal vai depender de cada viajante.
Buenos Aires é muito bonita na primavera, bem quente no verão e bem fria no inverno, com prováveis chuvas. No outono o clima é agradável. De novembro à março a temperatura média é de 23ºC e de junho à setembro é de 12ºC. O inverno vai de junho a agosto e verão de dezembro a fevereiro.

Quanto tempo ficar

Sendo uma cidade relativamente grande, uma das primeiras dúvidas que você pode ter é em relação a quantos dias vão ser necessários para aproveitar ao máximo sua visita pela capital portenha. A maioria das promoções oferece uma estadia de três ou quatro dias, um período provavelmente curto para poder conhecer tudo aquilo que Buenos Aires tem para oferecer.
É recomendável no mínimo uma semana, para possibilitar conhecer as principais atrações, ir aos bons restaurantes, visitar alguns museus, o que demanda tempo, e fazer muitas compras. Para um melhor aproveitamento da viagem leia as postagens deste Blog.

Língua

Na Argentina se fala o espanhol. O nosso bom português ou o “portunhol” resolve. Não se preocupar com este item, principalmente se estiver em uma loja. Eles vão “se virar” para lhe entender.

Dinheiro – Moedas e Cédulas

A moeda da Argentina é o Peso Argentino que é dividido em 100 centavos, com o símbolo $ e o código internacional da moeda ARS.
As cédulas em circulação são de 2, 5, 10, 20, 50, 100 pesos e as moedas de 1, 5, 10, 25, 50 centavos e 1 peso.
Personagens históricos argentinos que aparecem nas notas de peso argentino:
- Bartolomé Mitre (nota de 2 pesos);
- José de San Martin (nota de 5 pesos);
- Manuel Belgrano (nota de 10 pesos);
- Juan Manuel de Rosas (nota de 20 pesos);
- Domingo Faustino Sarmiento (nota de 50 pesos);
- Julio Argentino Roca (nota de 100 pesos);
- Evita Peron (nota de 100 pesos comemorativa).
Descrição: http://www.atsnotes.com/catalog/banknotes-pictures/argentina/argentina-352.JPG
Descrição: http://www.atsnotes.com/catalog/banknotes-pictures/argentina/argentina-A-100-new.JPG

Como reconhecer as notas de AR$100;
- Há uma marca d’água visível contra a luz (com a efígie de Julio Argentino Roca e a de Eva Perón, a Evita);
- Na nota de Roca, o 100 à direita se completa com o verso por transparência: na de Evita, é a balança;
- A impressão é precisa, sem borrados, em todos os desenhos e nas duas faces da nota;
- Fio prateado e tracejado, sendo mais largo na cédula de Evita e presente também nas notas de Ar$50;
- Alto-relevo no coroa de rosas de Evita e no retrato de ambos (sinta com a unha);
- No numeral, tinta cintilante que oscila entre o verde e o azul de acordo com o ângulo em que a nota é visualizada).

Todos os Bancos, Casas de Câmbio e muitos hotéis fazem o câmbio de moedas estrangeiras. Opte pelos bancos, que cobram uma porcentagem razoável pela troca.

Você tem as seguintes opções para o câmbio:
- Trocar seus reais ou qualquer outra moeda estrangeira nas casas de câmbio ou bancos autorizados. A desvantagem é que a operação vai ser efetuada pela cotação oficial.
- Pagar nas compras, bares ou restaurantes com reais brasileiros, que são aceitos por muitos estabelecimentos e por um valor maior que o oficial.
- Trazer os pesos argentinos comprados no Brasil, para as primeiras necessidades.
- Utilizar o cartão de crédito. Pode ser vantajoso em alguns casos, mesmo com o posterior acréscimo do IOF.

A troca de dinheiro com os cambistas de rua é ilegal e deve ser evitada. O valor pode ser tentador, porém você corre o risco de receber notas falsas.

Os prós e os contras do câmbio paralelo:
Vantagens:
- Baratear os gastos da viagem em até 50%;
- Livrar-se do IOF (6,38%) do cartão de crédito e também da oscilação cambial na hora de pagar a fatura;
- Obter descontos de 20%, oferecidos para pagamento em dinheiro no comércio portenho.

Desvantagens:
- Negociar com cuevas e arbolitos (casas de câmbio clandestinas e operadores de câmbio paralelo), que são cordiais e atenciosos, mais ilegais;
- Andar com muitos pesos (cartões são mais discretos) e, se sobrar, trocá-los a cotações ridículas (gaste tudo);
- Correr o risco de receber notas falsas.

Viajar com dinheiro ou cartões?

Dinheiro – Nas casas de câmbio autorizadas, dólares, reais e euros valem menos do que a cotação oficial. Nos arbolitos e nas cuevas, as notas são compradas por até 60% acima.
Cartões – Pelos cartões de crédito, débito e pré-pagos emitidos no Brasil, as transações são dolarizadas e calculadas com base na cotação turismo, ainda pior do que a oficial.

Quanto levar em dinheiro / cartões

Os custos de uma viagem para Buenos Aires dependem de diversos fatores, muitos deles completamente subjetivos. Ou seja, quem pergunta deve ter em mente os objetivos de sua viagem. Há quem vá para Buenos Aires e gaste o mínimo: um sanduíche no supermercado, uma garrafinha de água para o dia inteiro, duas passagens de metrô e uma diária de albergue. Por outro lado, tem quem despenda dez vezes mais, com hotel caro, refeições em belos restaurantes e corridas de táxi.

Podemos estimar, sem considerar extravagâncias e com hotel pago, o equivalente a US$100,00, por pessoa, por dia, como factível para transportes, refeições, umas cervejinhas, vinhos, quando frio, e atrações.

Desbloquear cartões de crédito/débito para uso no exterior, antes da viagem, e anotar os números e telefones das pessoas de contatos, ou tirar cópias dos mesmos. Deixar uma cópia em casa e outra em local diferente do original durante a viagem.

Qual for pagar com débito informar que é corriente (conta corrente), pois os argentinos usam débitos em ahorros (conta de poupança) que tem taxas menores. Eles têm máquinas para 4 e 6 dígitos de senha. Perguntar antes.

As compras com o Cartão de Crédito, Débito ou com Travelcards, serão taxadas em 6,38% de Imposto sobre Operações Financeiras – IOF.

Se o valor do câmbio para compra do peso no Brasil for vantajoso (compare com o câmbio oficial), utilizar dinheiro em espécie é recomendável para turistas brasileiros, principalmente depois do aumento nas taxas do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) nas compras com cartões. Deve-se, entretanto, observar os cuidados necessários para transporte e manuseio da moeda.

Dica: Compre uma pequena pochete doleira, coloque os seus pesos, reais ou dólares e use por dentro da calça (sem moedas para evitar perrengue no raio X do aeroporto). Um porta moedas também será imprescindível, pois você receberá muitas delas.

Tomada elétrica

A corrente elétrica é de 220 volts, 50 ciclos de corrente alternada. Os plugs têm 2 pinos cilíndricos ou 2 pinos chatos mais um de terra. Existem muitas tomadas que aceitam as duas.
Descrição: Tomadas em Buenos Aires. Plugues

Telefones

Solicitar roaming de telefone, para qualquer eventualidade. Nunca habilite para dados, pois os valores são absurdos.
Leve o seu celular desbloqueado e ao chegar compre um chip internacional de uma operadora local. Procure uma das lojas Movistar (na Galeria Pacífico da Rua Florida tem uma loja no último andar) ou Personal espalhadas pela cidade, pague aproximadamente US$5.00 pelo chip, depois passe em qualquer farmácia ou supermercado e compre os créditos. Para informações, consulte o site das operadoras aqui:  Personal e Movistar.
Tem ainda a opção de ligar Embratel a cobrar em qualquer telefone público, celular ou telefone fixo: 08009995500 – 08009995501 – 08009995503 - 08005555500

Só faça ligação pelo telefone do hotel em última hipótese. É um absurdo.

Os aplicativos para smartphones que funcionam com o sistema VoIP (Voice Over Internet Protocol) são o meio mais econômicos de fazer ligações internacionais. Eles funcionam melhor com wi-fi, mas também podem ser usados com 3G, dependendo da qualidade da conexão de dados.
O Skype (Skype.com) oferece ligações gratuitas para outros usuários do Skype ou chamadas para telefones fixos ou celulares por tarifas baixas, bastando comprar créditos antecipadamente.
O Viber (viber.com) também é prático. Você liga de graça para quem também tem o aplicativo.
O aplicativo WhatsApp é a melhor opção atualmente. No hotel (solicite a senha na portaria), nas redes Mcdonalds e outros locais obtenha o Wifi e pronto, está conectado.
Veja aqui locais com Wifi grátis.

Bagagem

Bagagem de mão adequada para ser transportada no compartimento fechado por cima do lugar do passageiro ou por baixo do assento, com dimensões máximas de 110 cm: 55x35x20 cm e peso até 5 kg.
Veja abaixo a franquia de bagagem despachada gratuita transportada no porão:

Aerolíneas Argentinas - 1 mala com 23 kg;
Gol - 1 mala com 23 Kg;
TAM - 2 malas com 32 kg, cada;
Pluna - 1 mala com 23 kg; 

Consulte os sites das empresas aéreas, pois os pesos podem ser alterados.
Identificar as malas, por dentro e por fora, com nome, endereço completo e telefones no Brasil e em seu destino.
Se for viajar acompanhado, colocar em cada mala roupas dos dois viajantes. Caso uma seja extraviada haverá roupas para os dois.
Medicamentos – Levar na mala de mão os necessários para usar durante a viagem. Demais na mala despachada.
Bagagem de mão – levar um conjunto de roupa para qualquer eventualidade.
Pinças, tesouras, cortadores de unha, cremes, shampoo e perfumes devem estar na mala despachada. Veja abaixo.

Descrição: http://luanabalbine.com.br/wp-content/uploads/2013/05/o-que-levar.jpg
Como arrumar a sua mala
Descrição: http://turismo.culturamix.com/blog/wp-content/uploads/2012/04/como-arrumar-a-mala-1-500x422.png
Ver mais informações sobre bagagem na postagem sobre o assunto neste Blog.

Consulado e Embaixada
Consulado brasileiro em Buenos Aires: Carlos Pellegrini 1363 – 5° Piso – Bairro Retiro – Telefone +54 11 4515-6500 - Email: diversos@conbrasil.org.ar - Site: http://www.conbrasil.org.ar/

Embaixada brasileira em Buenos Aires
Calle Cerrito, 1350 – Telefone +54 11 4515-2400 (geral) – +54 11 4515-2500 (Embaixador) - Fax +54 11 4515-2401 – e-mail embras@embrasil.org.ar – site www.brasil.org.ar

Fuso horário
Não existe diferença de fuso entre o Brasil e a Argentina, porém pode ser alterado nos horários de verão de ambos os países.

A viagem

Chegue ao aeroporto, tanto na ida e principalmente no retorno, com no mínimo 3 (três) horas de antecedência (principalmente se o seu embarque é pelo aeroporto de Ezeiza) e vá logo fazer o seu check in e depois localizar o portão de embarque.

Como o voo será longo e cansativo, procure usar roupas e sapatos confortáveis. Leve um agasalho, pois a temperatura dentro da aeronave é baixa e você pode sentir frio. Ao chegar à sua poltrona encontrará um pacote contendo travesseiro, manta e fone de ouvido. Durante o voo, sempre que possível e permitido, levante e ande um pouco, para melhorar a circulação das pernas e pés. Se você é daqueles que não consegue dormir, leve livros, palavras cruzadas, Ipad etc, para que a sua viagem fique mais agradável.
Antes do embarque se alimente, compre algum lanche e leve para a aeronave. Vão servir apenas uma pequena refeição.

Imigração

Não é mais necessário preencher formulário para a imigração. Você vai apresentar o seu RG ou Passaporte e o Oficial vai digitalizar o seu documento, tirar a sua foto e solicitar a impressão digital do polegar direito. Será impresso um documento com os seus dados e carimbado com o tempo permitido para a sua permanência (90 dias). O documento deverá ser guardado, pois será exigido no retorno. A falta do mesmo lhe causará transtornos e multa. O Oficial vai lhe perguntar onde ficará hospedado e quanto tempo ficará no país.
Você pegará suas malas e passará pela alfândega. Suas bagagens, despachadas e de mão, terão que passar pelo raio-x.

Na retorno deverá ser entregue o passaporte ou Carteira de Identidade e o formulário ao Oficial, que irá carimbar o seu passaporte (se for o seu documento de viagem) com a data de saída e ficará com formulário. Será feita uma nova fotografia e a impressão do polegar direito.

Como circular


Estude o mapa da cidade, de ônibus e do metrô para facilitar a sua movimentação e não precisar fazer perguntas pelas ruas.
Como caminhar leva tempo, pode estar fazendo muito calor ou frio, então o taxi e o metrô são os meios mais adequados para circular pela cidade. Outra opção é o ônibus.

Alugar um carro não é uma boa opção, pois é caro, o trânsito é complicado e você terá dificuldades da estacionar. Só vale a pena para quem deseja conhecer as áreas mais distantes e fora do centro de Buenos Aires, e olhe lá.

Transporte Público

Metrô

O subte (metrô) é o mais antigo da América Latina. A linha A foi inaugurada em 1913 e possui vagões e estações construídos naquela época.
Hoje o sistema compreende 6 linhas urbanas e uma de integração. Veja abaixo a origem e destino ( e vice e versa) de cada uma delas:

Descrição: lineaA Plaza de Mayo - San Pedrito

Descrição: lineaB J.M. Rosas - L.N. Alem

Descrição: lineaCConstitución – Retiro

Descrição: lineaDCongreso de Tucumán – Catedral

Descrição: lineaEBolivar - Plaza de los Virreyes

Descrição: lineaHHospitales – Corrientes

Descrição: lineaPInt. Saguier - Centro Cívico Lugano / Gral. Savio
Há poucos pontos de baldeação entre as linhas.
Apesar de barato, o subte é mais uma atração turística do que uma facilidade.
Funciona de segunda-feira a sábado, das 5:00 horas ou 6:00 horas, conforme a linha, até aproximadamente as 22:30 horas; aos domingos e feriados, das 8:00 horas às 22:00 horas.
A passagem custa Ar$5,00 (aproximadamente 50 centavos de dólar). Os bilhetes magnéticos, chamados subtepass e válidos para uma ou múltiplas viagens, são vendidos nas estações, que dispõem de mapas e são bem sinalizadas.
O cartão SUBE, recarregável, é usado para pagar o transporte de ônibus, metrô ou trem. Pode ser comprado em algumas lojas, correios e estações de metrô e trem. Para adquiri-lo será necessário apresentar passaporte ou cédula de identidade.

Ônibus
O transporte de ônibus urbanos ou simplesmente chamados "Colectivos" conta com uma rede de mais de 150 linhas distintas e mais de 15.000 unidades que circulam pela cidade. Os pontos para embarques e desembarques estão distribuídos a cada 400 metros e boa parte dos coletivos estão preparados para receber passageiros com deficiência física.
Os veículos contam com um sistema de self-service para compra dos tickets, que só podem ser pagos com moedas, no seu interior do ônibus. Os ônibus não possuem catracas, porém todos pagam.


Sightseeing
Ideal para a primeira visita a cidade. Se quiser ver a cidade e se deslocar pelas atrações, é recomendável os ônibus "hop-on, hop-off". Você pode descer e subir do ônibus quantas vezes quiser. Você economizará tempo com as melhores vistas possíveis de ruas.


Taxi
Para conseguir um táxi, é só fazer sinal com a mão. Procure utilizar apenas táxis que sejam de “Radio Táxi”, que tem um sinal luminoso em cima do carro e/ou um adesivo com o nome da empresa de rádio táxi na porta traseira. Evite os táxis particulares, que têm apenas o adesivo de “TÁXI” na porta dianteira. É bom ficar atento para estes detalhes.
Na hora de informar um endereço ao taxista, procure saber entre quais ruas fica o número desejado, veja antes no mapa para ter certeza.
Antes de sair de um restaurante, peço para chamar um Rádio Taxi. O preço não vai ser alterado por este serviço.

Atenção:

Muito cuidado com os chamados táxis particulares, pois não são confiáveis. O golpe mais comum é o da nota falsa, onde você dá uma nota de 50 ou 100 pesos e numa rápida troca, sem você perceber, o taxista lhe devolve uma outra falsa, afirmando que a nota que você deu é falsificada. Outro golpe é a troca por uma nota de valor mais baixo. Você dá uma nota de 100 pesos ao taxista e ele a troca por uma de 10 pesos, dizendo que você lhe deu apenas 10 pesos ao invés de 100, solicitando o valor restante.
Tenha sempre notas de valores mais baixos, de 5, 10 e 20. Se só tiver de 100, entre em um mercado ou farmácia e compre algo barato para receber o troco com valores menores.

Dicas
Ao viajar no metrô, ônibus, taxi ou andar em locais movimentados, esteja alerta.
Deixe a sua bolsa junto ao seu corpo no metrô, ônibus, restaurante, ou mesmo taxi.
Ao pendurar seu casaco no cabideiro de um restaurante, certifique-se de não deixar nada de valor nos bolsos do casaco, como a sua carteira e o seu celular.
Nada de deixar bolsas, carteiras ou celulares na mesa ou cadeira no restaurante, inclusive do hotel, para ir se servir.
Sempre esteja ciente das coisas ao seu redor e aja de acordo. Não mexa na sua bolsa, ou conte o dinheiro da carteira durante uma viagem de ônibus, taxi, metrô, ou em pé no meio da rua. Tenha algum dinheiro separado no bolso.
Antes de sair do taxi, ônibus ou metrô veja se não deixou celular, carteira, bolsa, casaco etc.
Repetindo, muito cuidado com os chamados táxis particulares, pois não são confiáveis.
Se planeje para saber onde está indo. Tenha os mapas da cidade e do metrô em mãos ou faça download para o celular ou tablet.
Localize supermercados próximos ao seu hotel, onde você pode comprar água, sucos e lanches baratos e levá-los. Os preços nos hotéis são abusivos.
Não mantenha o contato visual com estranhos no transporte público, pois isso é considerado deselegante. Conversas altas também são irritantes para os outros passageiros, bem como conversas no celular.
No metrô ou ônibus, use a mochila virada para frente do seu corpo e ao sentar leve-a nas mãos ou ponha no chão aos seus pés.
Certifique-se de escolher um hotel com um bom sistema de ar condicionado, durante o verão, já que muitos quartos de hotel não possuem ventilação.
Pare num jornaleiro e compre algumas revistas. Elas são ótimas para ter uma ideia do que está acontecendo atualmente na cultura.
Veja na recepção do hotel revistas e folders que vão lhe ajudar nos passeios.

Outras informações

Banco do Brasil
Na Argentina, a maioria dos bancos está conectada à rede de caixas automáticos denominadas LINK e BANELCO, possibilitando aos clientes do BB efetuarem saques em Pesos argentinos por meio dos cartões VISA, MASTERCAD e AMERICAN EXPRESS. Para tanto, é necessário que os cartões estejam habilitados para uso no exterior.

Emergências
Polícia - 101
Bombeiros - 100
Ambulância – 107 é o número do telefone gratuito do serviço de ambulâncias para emergências (SAME). Atende às 24 horas do dia.
Hospitais - Os hospitais públicos, que estão à disposição do turista, atendem urgências sem custo às 24 horas do dia.
Polícia Turística - 24 horas - Avenida Corrientes 436, Buenos Aires - Fone: 0054 4346 5748 ou 0800 999 5000 - Subte Linha B – Estação Florida.

Farmácias abertas 24 horas:
Existe uma rede de farmácias muito ampla em todos os bairros da Cidade de Buenos Aires. Muitas delas atendem de noite, são conhecidas como farmácias de turno e a listagem pode ser consultada na Internet ou na porta das farmácias, onde publicam as que estão de plantão naquela noite, no mesmo bairro.
Para a compra de medicamentos sujeitos a receita obrigatória, é necessário consultar a algum profissional de hospital público, clínica ou consultório privado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário