terça-feira, 10 de novembro de 2015

1. Guia de Viagem a Miami - Dicas e Informações de Viagem Miami


Li na Revista Viagem e Turismo que Miami foi anexada ao Brasil. Miami é nossa. Brincadeiras a parte, em qualquer local que você vá só se vê brasileiros, ávidos por bons restaurantes, boates, praias limpas e seguras, excelentes hotéis, compras em lojas de marcas em shoppings e outlets, com preços menores que a metade dos encontrados no Brasil, mesmo com o dólar acima de R$3,60 (agosto 2015).

Miami é o terceiro destino turístico mais procurado nos Estados Unidos. Conhecida mundialmente como The Magic City é especialmente magica para nós brasileiros, que vamos mais para lá do que qualquer outro turista. Em 2014, mais de 50% dos turistas que visitaram Miami foram brasileiros, número próximo a 800 mil. Cada um gastou, em média, US$300 por dia.

Clique em "Mais informações"

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

2. Guia de Viagem a Miami - Dicas dos Principais Bairros de Miami


A cidade de Miami é a porta de entrada da Flórida e sua proximidade com a América Latina a transformou em um dos principais destinos turísticos, culturais e financeiros da região. Com seu inconfundível ambiente latino e cosmopolita, a cidade oferece uma variedade de lugares para comprar, gastronomia, vida noturna, eventos artísticos e culturais.

Os principais bairros de Miami, são:
Aventura, Bal Harbor, Brickell, Buena Vista, Coconut Grove, Coral Gables, Coral Way, Design District, Doral, Downtown Miami, Edgewater, Kendall, Key Biscayne, Little Havana, Miami Beach, Midtown, North Bay Village, North Miami, Palmeto Bay, Pinecrest, South Beach, Sonny Isles Beach, Upper East Side e Wynwood.

Para você que vai passar férias e procura diversão, veja os principais bairros de interesse clicando em "Mais informações":

domingo, 8 de novembro de 2015

3. Guia de Viagem a Miami - Dicas das Principais Atrações Turísticas de Miami

Miami não é somente compras. É um dos destinos norte-americanos mais visitados por brasileiros, pelo seu clima ameno o ano todo e o mais parecido com o Brasil, comparando com outras cidades dos EUA. O ambiente é descontraído, a cidade é badalada, com boa gastronomia, escolas, diversão, cultura e ainda é o paraíso dos outlets e lojas de grifes pela metade do preço praticado Brasil.
É a América do Norte com um toque do Caribe, essência Latina e uma pitada da Europa. Com todas essas influências, a “Cidade Mágica” como é conhecida, oferece uma experiência multicultural inigualável.

Veja as principais atrações turísticas da cidade clicando em "Mais informações"

sábado, 7 de novembro de 2015

4. Guia de Viagem a Miami - Dicas Hotéis Miami

Escolher o melhor local para se hospedar em Miami depende muito do objetivo da viagem. Quem pretende curtir praias, baladas, variedades de restaurantes e o clima amistoso da Flórida deve dar preferência à área de Miami Beach. Se o objetivo é compras e conhecer pontos turísticos, melhor ficar nos hotéis próximos ao aeroporto ou Downtown Miami, com preços mais em conta. 
Para obter melhores preços, faça reserva com no mínimo dois meses de antecedência. 

Minha preferência é ficar hospedado em Downtown, nos hotéis abaixo:

Holiday Inn Port of Miami - Próximo de ruas de compras como a Flagler Street, com mais de 300 lojas de perfumes, jóias, relógios, eletrônicos, óculos, malas, tênis, a Macys e muito mais. Em frente ao Bayside Market Place, com bons restaurantes, casas de show, shows ao vivo grátis das sextas aos domingos, ponto de partidas dos passeios de barcos e muito mais. Tem estacionamento (pago), restaurante, piscina e Wifi grátis. Muito bom.

Hilton Miami Downtown - Também próximo ao Bayside Market Place, porém necessário usar o Metromover (monotrilho grátis, com ar condicionado e controlado por computador), cuja estação fica 300 metros do hotel. Tem restaurante, piscina, wifi e estacionamento pago. Muito bom.

Nos hotéis acima passam os ônibus (pagos) que vão para os outlets Dolphin Mall e Sawgrass Mills. Consulte o Conciergerie do hotel para saber os horários.

Os preços de hotéis em cidades turísticas são sempre maiores nos finais de semana. Quanto você pede um orçamento que inclua sexta, sábado e domingo o preço informado é uma média do período.
É importante confirmar, diretamente com o hotel, a reserva com 20 dias de antecedência da viagem. Telefone ou mande um e-mail.

Consulte a publicidade do Booking neste Blog. O Booking tem mais de 200 hotéis registrados em Miami e é o maior site de reservas no mundo.

Veja neste link dicas sobre hotéis em Miami.

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

5. Guia de Viagem a Miami - Dicas de Segurança em Miami


O turista que visita um grande centro metropolitano em qualquer parte do mundo deve tomar medidas básicas para garantir uma estadia segura e tranquila. As leis de Miami-Dade exigem que:
a) a sua locadora lhe entregue o Guia do Turista com Mapa e Dicas de Segurança;
b) o carro alugado tenha pelo menos meio tanque de gasolina no momento da locação;
c) o carro não tenha nenhum decalque, propaganda ou insígnia que o identifique como sendo alugado; e
d) a locadora tenha um assento de segurança para criança à disposição para ser alugado.

Veja em "Mais informações"

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

6. Guia de viagem a Miami - Dicas Restaurantes Miami - Informações - Comportamento


Diferentemente do Brasil, os serviços nos restaurantes dos Estados Unidos são extremamente rápidos e os americanos gastam cerca de uma hora jantando. A forma de atendimento é considerada normal, mas você pode solicitar ao garçom um serviço mais lento.
Se está acostumado a comer muito, ótimo. Os pratos, desde sanduiches, saladas, bifes e sobremesas são imensos.  Se sua alimentação é regular, os pratos principais são grandes o suficiente para compartilhar, adicionando salada e aperitivo como complementos. É totalmente normal dividir refeições, ou pedir apenas uma sopa, salada ou um sanduiche, mesmo para o jantar. Se tiver sobras, não se sinta envergonhado em pedir uma embalagem para viagem, os americanos fazem isso o tempo todo. Você vai observar este procedimento em qualquer restaurante.

Observe as seguintes dicas:
- Quando entrar em um restaurante, espere para ser acomodado em uma mesa. Não tente procurar uma mesa sozinho;
- Não se surpreenda se encontrar os talheres embrulhados em guardanapos de papel;
- Depois do aperitivo, não se irrite se o garçom não trocar seus talheres;
- No momento em que se sentar, lhe oferecerão água com gelo gratuitamente;
- Se você quiser água com gás (cara), peça ao garçom “sparkling water”;
- Grande parte dos restaurantes oferecem refil gratuito de refrigerante, café e chá;
- A salada é servida antes da refeição e não depois;
- Quando pedir uma salada, irão perguntar qual molho de salada você prefere. Os restaurantes americanos gostam de oferecer molhos de salada elaborados. Você estará seguro com “Italian”, a maior parte dos molhos é doce ou cremoso. O molho “French” não é apenas óleo e vinagre, é um molho cremoso feito com ketchup;
- A entrada é chamada de “main course”;
- A menos que esteja em um restaurante francês, queijo nunca é oferecido no final da refeição.

Dicas sobre Gorjetas
Os Estados Unidos possuem uma instituição social chamada “dar gorjeta”. Basicamente, o preço no cardápio de qualquer lugar que serve comida não é o preço real. Será adicionada a gorjeta padrão de 15%. Se você estiver insatisfeito com o serviço pode deixar menos, ou nada. Mas, se você foi bem servido, 20% é mais apreciado. É considerado grosseiro não pagar. Miami Beach é a exceção, onde alguns restaurantes e bares incluem a gorjeta. Confira sua conta e certifique-se que está dando a gorjeta uma única vez.

Cinco palavras-chaves da culinária americana
- Brunch - uma mistura de café da manhã e almoço, o brunch é tipicamente servido entre 11 e 15 horas aos finais de semana. Os itens do menu incluem omeletes, saladas e assados;
- Happy Hour - visite um restaurante no fim de semana entre 17 e 19 horas para descobrir que muitos deles oferecem grandes descontos em comidas e bebidas. O termo provém da alegria de se reunir com amigos ao final de um dia de trabalho;
- Comfort Food - um elemento principal da cozinha norte-americana, consiste em pratos que satisfazem o apetite e causam um efeito reconfortante, normalmente com grande quantidade de carboidratos. Alguns exemplos são o macarrão com queijo, o purê de batatas e os cozidos;
- Early Bird Special - refere-se aos descontos nos jantares servidos antes das 18 horas, quando os restaurantes estão mais tranquilos;
- Farm-to-table - as refeições feitas com ingredientes de plantações e mercados locais compõem uma culinária com produtos frescos. 

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

7. Guia de Viagem a Miami - Dicas Melhores Restaurantes Miami


É quase impossível definir um prato específico de Miami, que possui restaurantes para todos os gostos e bolsos. A variedade e a riqueza nos cardápios fazem com que o turista tenha a sensação de estar em vários países ao experimentar os sabores italianos, franceses, cubanos, japoneses, chineses, brasileiros, gregos, mexicanos, americanos, entre outros.
É fundamental fazer reserva antes, principalmente nos lugares mais badalados.
Escolha uma das sugestões abaixo (South Beach e Downtown onde, com certeza, você vai ser hospedar) e bom apetite:

Clique em "Mais informações"

Guia de Viagem - Exames de Saúde Necessários


terça-feira, 3 de novembro de 2015

8. Guia de Viagem a Miami - Dicas de Compras em Miami


Brasileiro, que tem condições de viajar, não compra quase nada no Brasil, pois aqui os produtos custam 2 a 3 vezes mais que nos Estados Unidos. Estou falando de valores convertidos de dólares para reais. Mesmo com o dólar valendo R$4,00. Um Iphone pode custar mais que o dobro no Brasil. Os preços de roupas, relógios, eletrônicos, perfumes, tênis etc, são inacreditáveis. Além da qualidade e marcas de grifes, são mais baixos que nas lojas populares brasileiras. Da vontade de comprar tudo. Se o seu cartão de crédito estiver no bolso ao lado do coração, bate mais que o próprio, pedindo para gastar. Você tem que se controlar, senão retornar falido.
Quer encontrar brasileiros, vá para Miami. Em 2014, mais de 750 mil foram para lá, com o principal objetivo: comprar, comprar, comprar. Não importa a cotação do dólar.
Click em "Mais informações", abaixo, e conheça os Outlets e Shopping de Miami