terça-feira, 7 de março de 2017

Guia de Viagem a Amsterdam - Dicas das Principais Atrações Turísticas de Amsterdam


É difícil não cair em tentação em Amsterdam. “Alguns turistas acham que Amsterdam é a cidade do pecado, mas, na verdade, é a cidade da liberdade. E é na liberdade que a maioria das pessoas encontra o pecado”. Essa frase, dita por um personagem do livro A Culpa é das Estrelas, define bem a capital holandesa. Mas nem tudo se resume a sexo, drogas e rock and roll. Compacta, suas ruas e canais podem ser explorados a pé. Ou, para entrar no clima, de bicicleta. Afinal, os holandeses usam as duas rodas para tudo, levando em suas cestas uma baquete, um maço de flores e até bebês. São quase 800 mil bicicletas para 834 mil habitantes (dados de 2015).

Amsterdam esbanja cultura. Tem ótimos museus e é um verdadeiro festival de arquitetura. Á noite, a cidade entra em ebulição. É só ir direto para Leidseplein, uma praça rodeada por bares, casas noturnas e restaurantes.

Entrecortada por 165 canais, a capital da Holanda tem 1.281 pontes, mais de 50 museus e uma fama de liberal para destino algum botar defeito. Depois de permitir o consumo de drogas leves nos anos de 1970, regulamentar a prostituição e ser uma das primeiras cidades do mundo a reconhecer o casamento gay, a última novidade foi liberar o sexo ao ar livre (a noite) nas dependências de sua maior área verde, o Vondelpark. Amsterdam é moderna, polêmica e não tem medo de ser feliz.

Uma boa dica é comprar o I Amsterdam Card (www.iamsterdamcard.com). Todos os museus da cidade estão incluídos, exceto a Casa de Anne Frank, que é particular. Tem versões a 38 euros (um dia), 48 euros (dois dias) e 58 euros (três dias).

Veja as atrações que você não pode deixar de visitar:

Bairro da Luz Vermelha
O extenso labirinto de ruelas, em pleno centro histórico, nos arredores dos canais Oudezijds Voorburgwal e Oudezijds Achterburgwal, o Rosse Buurt (nome do bairro em holandês) tem museus dedicados ao sexo, sex shops e, claro, sua mais famosa atração, as vitrines (450) onde as prostitutas ficam expostas oferecendo seus préstimos em trajes sumários. Evita ir sozinho (a) e fique de olho nos trombadinhas.

Canais de Amsterdam
O número de canais em Amsterdam (165) levou a cidade a ficar conhecida como “A Veneza do Norte”. E por isso, uma viagem não estará completa sem um cruzeiro de barco. Um passeio no canal pode ser fascinante e relaxante durante o dia e encantador e romântico à noite, quando muitas das casas e pontes ficam iluminadas. Os quatro importantes canais do centro da cidade são Prinsengracht, Herengracht, Keizersgracht e Singel. Existe também inúmeros canais na zona de Jordaan, dos quais Brouwersgracht, Bloemgracht e Leliegracht são especialmente agradáveis.

Principais operadoras:
Canal Company – www.canal.nl
Lovers – www.lovers.nl

Casa de Anne Frank
Durante a Segunda Guerra, Anne e sua família, de origem judaica, esconderam-se no sótão dessa casa para fugir dos nazistas e da deportação. Antes que fossem descobertos e levados para um campo de concentração, ela escreveu um dos mais famosos diários de todos os tempos, traduzidos para 55 línguas.
www.annefrank.org

Casa Museu Rembrandt
A casa onde o mestre viveu em meados do século XVII exibe rascunhos e desenhos seus nas paredes, mas as principais obras do pintor estão no Rijksmuseum.
www.rembrandthuis.nl

Centro de Ciências Nemo
Instalado num prédio moderno assinado pelo arquiteto italiano Renzo Piano, é um museu high-tech e interativo.
www.e-nemo.nl

Heineken Experience
São quatro andares para uma imersão completa no mundo da cervejaria, fundada em 1863. A entrada inclui duas bebidas.
Informe a data do seu nascimento no site abaixo para ter acesso.
www.heinekenexperience.com

Igreja Nova
De nova ela não tem nada. Essa bela igreja data do princípio do século XV. Aqui acontecem as cerimônias oficiais da família real e concertos regulares de órgão.
www.nieuwekerk.nl

Igreja Oeste
Essa obra inaugurada em 1631, guarda os restos mortais de Rembrandt.
www.westerkerk.nl

Igreja Velha
Construção de 1300 e a mais antiga da cidade, suas origens remontam aos primeiros anos do século XIV. Tem um interior imponente, recheado de imensas colunas, e um torre de 70 metros que descortina belas vistas da cidade.
www.oudekerk.nl

Jordaan
O bairro mais charmoso da cidade já foi reduto de trabalhadores e hoje é o mais frequentado por intelectuais e artistas. É cheio de lojas de design, cafés e ateliês.

Madame Tussauds
É uma filial holandesa do famoso museu de cera inglês, com moldes perfeitos de personalidades do mundo todo, localizado na Praça Dam.
www.madametussauds.nl

Magere Brug
Das 1281 pontes existentes em Amesterdão, a Magere Brug, ou “ponte estreita” é a mais famosa. É uma tradicional ponte de estilo holandês, ligando as margens do rio Amstel. Aproximadamente a cada vinte minutos, a ponte abre para deixar que os barcos passem. A ponte original foi construída em 1670, mas devido ao aumento do movimento em Amstel ao longo dos anos foi construída uma nova ponte para substituir a "ponte estreita".

Mercado de Flores
Localizado sobre uma margem do canal Singel, entre Koningsplein e Muntplein, existem cerca de vinte postos flutuantes onde se vendem as famosas tulipas, plantas, sementes, bulbos e uma importante variedade de lembranças de todos os tipos e valores. Chega-se a este mercado através dos bondes 1,2 e 5 saindo na estação Koningsplein e até à estação Muntplein com os bondes 4,9,14,16,24 e 25.

Museu da Canabis
Tudo sobre a erva: origem, história, utilidades, benefícios, malefícios e seus ilustres contrabandistas.
www.hashmuseum.com

Museu do Sexo
Tudo o que se pode imaginar sobre o mundo do sexo.
www.sexmuseumamsterdam.nl

Museu Erótico
Desenhos eróticos de John Lennon, telas com desenhos animados pornográficos e telefones com gravações de sexo.
http://www.erotisch-museum.nl

Museu Van Gogh
Mais de 200 quadros e 500 gravuras do artista estão em exibição, como os famosos Os Girassóis e Quarto em Arles.
www.vangoghmuseum.nl

Palácio Real
Um dos três palácios usados pela rainha Beatrix para cerimônias oficiais, foi erguido no século XVII, com uma imponente fachada neoclássica.
www.paleisamsterdam.nl

Praça Dam
O Dam é o centro e o coração de Amsterdam. O Dam foi a área de recepção para Napoleão e as suas tropas durante o ano de 1808 na reconquista da cidade. A impressionante história da praça está bem documentada no Museu de História de Amsterdam. O Palácio Real (Knoinklijk Paleis) que domina grande parte do espaço da praça, foi originalmente usado como Câmara Municipal e as suas fachadas clássicas e magníficas esculturas foram feitas com o intuito de glorificar a cidade de Amsterdam e o seu governo. Em contraste com a sua história repleta de percalços, a praça é agora um lugar calmo e é casa para centenas de pombos e para turistas que descansam das longas caminhadas.

Rijksmuseum
Inaugurado em 1885, tem o maior e mais importante acervo de arte do país, com destaque para a coleção de Rembrandt. Se tiver pouco tempo, vá direto ao que interessa: o quadro A Ronda Noturna, de Rembrandt, e A Leiteira, de Vermeer.
www.rijksmuseum.nl

Stedelijk
O precioso acervo faz deste museu parada obrigatória para quem aprecia a arte moderna e contemporânea. Estão lá trabalhos de Mondrian, Picasso, Cézanne e de representantes de movimentos arquitetônicos como Bauhaus e De Stijl.
www.stedelijk.nl

Vondelpark
Além dos bonitos jardins e lagos, este agradável parque é recheado de cafés, bares e até um cinema. É a mais famosa área ao ar livre de Amsterdam.


Nenhum comentário:

Postar um comentário